A China diz que não houve deslocalizações forçadas em seguida a listagem da UNESCO da campo tibetana

BEIJING (Reuters) – O Ministério das Relações Exteriores da China disse na quarta-feira que não houve e não haverá deslocações forçadas de um platô de subida ponto em uma campo sonoramente tibetana concedida patrimônio mundial Estatuto das Nações Unidas, em seguida preocupação dos grupos tibetanos.


A China diz que não houve deslocalizações forçadas em seguida a listagem da UNESCO da campo tibetana

Fonte