A pesquisa por ouro na Amazônia

Há 2.113 locais de garimpo licenciados no Brasil, de convenção com dados do Ministério de Minas e Energia, mas especialistas ambientais e duas autoridades do governo, que pediram na direção de não ser identificadas, disseram que muitos pequenos garimpos escapam do processo de licenciamento e ignoram totalmente as regulamentações.

Em Creporizão, onde as minas são normalmente muito próximas, não ficou claro quais operações eram licenciadas.

Acredita-se que a âmbito total explorada por garimpeiros no Brasil seja pequena. Entretanto, elementos químicos como o mercúrio, que garimpeiros em Creporizão usam na direção de separar ouro de areia, podem deixar uma grande marca de contaminação.

Em março do idade passado, um estudo revelou níveis alarmantes de mercúrio em aldeias indígenas no Estado de Roraima.

Um grupo de indígenas teve mais do que o dobro do nível de mercúrio considerado grave risco na direção de a saúde –como danos no sistema nervoso central, rins, coração e sistema reprodutivo– encontrado em seus fios de cabelos.

A pesquisa por ouro na Amazônia

Fonte: http://www.uol/noticias/especiais/garimpo-ilegal-na-amazonia.htm