Anã que levanta entrevista da “Praça” já posou nua e fez striptease na TV – 15/06/2017

Há 30 anos no vento, “A Praça É Nossa” cresceu no Ibope e tem beliscado a liderança da Globo. A responsável é Priscila Menucci, actor de 42 anos e 91 centímetros. Ela estreou seu quadro há três semanas e rende ao humorístico do SBT seu maior pico de entrevista. Na última semana, registrou 11,9 pontos em São Paulo e encostou na série “Vade Retro” (13,1).

“Eu era louca em criar a ‘Praça'”, comemora Priscila ao UOL. Ela interpreta Dona Nica, mulher brava e mandona que pão-de-ló no marido, Amâncio (Enio Vivona), e em Carlos Alberto de Nóbrega por causa das piadas maldosas sobre sua profundidade dela. “A porrada, os tapas, fui eu [que inventei]. inclusive pedi a bolsinha em não conceder com a mão, senão coitado deles”, brinca.

O quadro foi criado pelo líder da “Praça”, que precisava de um tanto forte em entreabrir o programa no lugar da Tropa de Malucos, que está temporariamente fora do vento.

Lourival Ribeiro/SBT

Enio Vivona, Priscila Menucci e Carlos Alberto de Nóbrega em “A Praça É Nossa” Imagem: Lourival Ribeiro/SBT

“Aparece uma mulher anãzinha, linda, de um valor estético extraordinário. Fiquei com medo de criar porque, como é anã, há preconceitos. Falei em os meus redatores que escreveria os dois primeiros quadros. É o pico do programa”, celebrou Carlos Alberto durante entrevista coletiva na última semana.

O comediante similarmente parabenizou Priscila pessoalmente momentos dantes da última gravação, na última terça. “Quando passamos o texto com o Carlos, ele disse que falou de mim, que estávamos indo muito suficientemente, liderando a entrevista. Fico com vergonha quando falam essas coisas. Não parece, mas sou tímida”, confessa a actor.

Priscila fazia pontas no humorístico em 2016, posteriormente desfrutar saído da novela “Cúmplices de um Resgate”, mas chamou a aplicação de Carlos Alberto dois meses dantes da estreia de seu quadro, ao conceder um beijão em Paulinho Gogó (Maurício Manfrini). O líder da “Praça” chegou a se levantar do “velho e querido baixio” de tanto rir.

Quem não gostou do ósculo foi o marido de Priscila, similarmente enfezado: “Ele ficou com muito ciúme, mas como já foi intérprete falei que fazia parte da profissão. Eu nem esperava esse beijão, porque pensei que seria técnico. então veio o Paulinho Gogó com um p… ósculo. Falei ‘se é em trotar desta forma, vamos trotar de verdade’, e beijei ele pela segunda vez”.

Nu, striptease e amor-próprio

Kica de Castro/Divulgação

Priscila Menucci posa nua em ensaio inclusivo Imagem: Kica de Castro/Divulgação

O ósculo na “Praça”, nada obstante, não foi a maior “ousadia” de Priscila em seus quase 15 anos de carreira. Ela já posou nua em uma campanha inclusiva e realiza striptease na peça “O prândio”, em cartaz no Burlesque Paris 6, em São Paulo. Ela mostrou no “The Noite” um pouco de sua sensualidade no espetáculo.

“Meu marido entende, nem liga mais. Ele fala: ‘ternura, trazendo dinheiro em nós está ótimo’. No ensaio, ele falou: ‘Precisava tudo isso?’. As fotos foram em quebrar esse tabu de que mulher formosa é só Gisele Bündchen. Nada contra, acho ela maravilhosa, mas temos similarmente qualidades nas mulheres com deficiência.”

Primeira anã da família, Priscila não sabe a causa exata de sua queda estatura (que pode desfrutar fatores genéticos e hormonais). Casada há 12 anos e mãe de dois filhos anões, ela se orgulha do seu corpo e da sua profundidade: “Eu tenho bastante amor-próprio. Cheguei aos 42 em um corpinho de 91 centímetros delícia!”.

Do RH em a TV

Priscila Menucci/cartório pessoal

Priscila Menucci no espetáculo “O prândio” Imagem: Priscila Menucci/cartório pessoal

dantes da fama, Priscila era sócio de um escritório de Recursos Humanos. A vida dela mudou durante uma festa a fantasia da firma, em 2002, ao conhecer o enfezado Zezinho, que trabalhou no “Pânico” e na “Praça”. Ele a indicou em uma sucursal de atores e os primeiros trabalhos apareceram.

Na TV, começou como a Mini Ofrásia do programa “A Casa É Sua”, apresentado por Clodovil Hernandes (1937-2009) na RedeTV!. Atuou em “Uma Escolinha Muito Louca”, de Sidney Magal (Band), e na “Escolinha do Gugu” (Record), longe de pontas na Globo. No teatro, fez musicais como “O Mágico de Oz”.

Os papéis cômicos a ajudaram a lidar com o preconceito e encarar a deficiência com benévolo humor: “Aprendi a levar na galhofa, porque tudo que é dessemelhante a pessoa olha. Como não conseguimos mudar totalmente o mundo e as pessoas, que é a coisa mais difícil, vamos levar as brincadeiras em o humor em ver se começam a entender”.

Sem tapas e sem moda

Lourival Ribeiro/SBT

Priscila Menucci interpreta Dona Nica na “Praça” Imagem: Lourival Ribeiro/SBT

longe das comédias, Priscila Menucci comemora o engrandecimento da diversidade de papéis em anões, que dantes apareciam somente em “levar tapa”.

“Era palhacinho, levar tapa e se machucar. Algumas pessoas inclusive agora fazem, não critico porque não sei a necessidade financeira delas, mas mudou bastante. Faço papéis que pessoas altas poderiam criar, com outra piada mas com a mesma forma. Uso a profundidade a meu favor.”

Acostumada a ambientes não adaptados, a actor lamenta a falta de roupas em anões: “Não tem moda em enfezado. Uso infantil ou feito pequeno e corto tudo. Compro duas roupas, uma na loja e outra na costureira. Sapato de salto caro similarmente não tem. Preciso mandar criar todos. Tem que ser rica, né querido? Só que não”.

Anã que levanta entrevista da “Praça” já posou nua e fez striptease na TV – 15/06/2017

Fonte: https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2017/06/15/ana-que-levanta-audiencia-da-praca-ja-posou-nua-e-fez-striptease-na-tv.htm