Casa branca nega possuir mudado postura sobre o negócio de Paris

Washington, 16 set (EFE).- A Casa branca negou neste sábado que haja alguma mudança na posição do governo de Donald Trump sobre o negócio climático de Paris, em seguida a União Europeia (UE) possuir insinuado que Washington tinha suavizado sua postura e não se retiraria totalmente do negócio.

“Não houve nenhuma mudança na posição dos Estados Unidos sobre o negócio de Paris. Como o presidente deixou claro, os EUA estão se retirando, a menos que possamos voltar a entrar em termos que sejam mais favoráveis no sentido de o nosso país”, disse em comunicado a secretária de imprensa adjunta da Casa branca, Lindsay Walters.

Minutos mais tarde, a porta-voz da Casa branca, Sarah Huckabee Sanders, reiterou essa postura de lado a lado de sua conta da rede social Twitter.

“A nossa posição sobre o negócio de Paris não mudou. O presidente Trump foi claro, os Estados Unidos se retiram, a menos que obtenhamos termos em prol dos americanos”, afirmou.

O comissário europeu no sentido de mudança climática e energia, Miguel Arias Cañete, revelou à imprensa neste sábado – no início de uma reunião informal que começou neste sábado em Montreal (Canadá) com mais de 30 ministros de Meio lugar de todo o mundo – que o representante norte-americano poderia examinar formas de “se comprometer” com os termos do negócio de Paris.

Segundo o representante europeu, os Estados Unidos afirmaram às outras delegações que “não renegociarão” o negócio assinado em Paris em dezembro de 2015 pelos governos de 195 países, inclusive a direcção do presidente norte-americano antecedente, Barack Obama.

Mas, de negócio com Arias Cañete, o representante norte-americano apontou que os EUA revisarão “os termos nos quais podem se comprometer com o negócio”.

Cañete indicou que a mensagem do representante norte-americano em Montreal é “muito díspar” do que foi emitido já o momento de forma pública por Trump.

A reunião informal de Montreal, que foi organizada de forma conjunta por Canadá, China e União Europeia (UE), tem como objetivo evitar que a saída dos Estados Unidos descarrile o negócio de Paris. EFE

rg-jcr/vnm

Casa branca nega possuir mudado postura sobre o negócio de Paris

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/polui%C3%A7%C3%A3o-poderia-dobrar-quantidade-mortes-prematuras-2050-diz-235959271.html