Cuba condena a “controversa” e “ridícula” mensagem de Trump aos cubanos

Havana, 20 mai (EFE).- Cuba condenou neste sábado a “controversa” e “ridícula” mensagem que o “mal assessorado” presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se dirigiu hoje aos cubanos, por causa do dia 20 de maio, que comemora a instauração do primeiro governo republicano no país.

Em um comunicado lido na televisão estatal cubana o governo de Raúl Castro considerou que a data marca o início “da neo-colônia norte-americano que teve vida ainda o dia 1º de janeiro de 1959”, quando triunfou a Revolução liderada por Fidel Castro.

As autoridades cubanas reagiram desta forma a um comunicado emitido pela Casa branca em que o presidente estadounidense afirmou que o “despotismo cruel” não pode remitir o desejo de liberdade dos cubanos, quem merecem um governo que defenda de maneira pacífica os “valores democráticos”.

O texto divulgado pela televisão estatal, citou aos “contraditórios e desajeitados pronunciamentos do magnata milionário transformado em presidente em temas de política tanto externa como interna”, um pouco que o próprio governo estadounidense “tem conhecimento de causa”.

Ele idem reafirmou que os cubanos “têm consciência plena do que significou o dia 20 de maio” de 1902, quando teve início o mandato de Tomás Estrada Palma, o primeiro presidente eleito pelos cidadãos, em seguida o fim do domínio espanhol e a intervenção dos EUA.

“Trump não sabe que nosso José Martí, esse que ele se atreve a se referir, foi o mais anti-imperialista de todos os cubanos”, finalizou o texto.

Fidel Castro sempre atribuiu a Martí a “lavra intelectual” do seu programa revolucionário e o ex-presidente se encontra enterrado ao lado do túmulo do herói de independência, no cemitério de Santa Ifigenia, em Santiago de Cuba.

Mesmo com Donald Trump senhorear se referido a Cuba em várias ocasiões desde que assumiu a presidência, esta é a primeira vez que o governo cubano reage de maneira explícita. EFE

Cuba condena a “controversa” e “ridícula” mensagem de Trump aos cubanos

Fonte