De remédio na direção de a TPM a treino sexual: os mitos e verdades da masturbação – 15/07/2017

Você já deve saber que a masturbação não realiza mal nenhum, certo? Ao opositor: recurso a transar, conhecer o corpo e a se sentir melhor. na direção de consumar com qualquer dúvida, veja o que é fato e o que é pura asneira sobre o ponto:

Masturbar-se alivia a TPM

Verdade! O orgasmo libera endorfinas, substâncias que aumentam as sensações de suficientemente-estar e, deste modo, combate e as cólicas, a irritação e outras chatices típicas da TPM.

A mulher virgem pode romper o hímen

Depende. Se ela usar os dedos ou um vibrador só na região do clitóris (e com cuidado!), não há perigo. contudo, a masturbação intravaginal pode, sim, romper a película.

Masturbação realiza mal à saúde

Mentira! É um santo remédio! na direção de as mulheres, o orgasmo provoca contrações que ajudam a ab-rogar secreções que ficam no colo do útero. afora disso, essas contrações liberam substâncias que atuam na medula óssea, estimulando, deste modo, o sistema imunológico. na direção de os homens, ejacular com frequência reduz o risco de câncer de próstata. Segundo um estudo publicado em 2016 na versão online da revista científica European Urology, quem ejacula pelo menos 21 vezes por mês têm um risco 20% menor de desenvolver esse tipo de tumor.

A vagina e o pênis sofrem deformações

Não mesmo. Ideias antigas ligadas à repressão sexual pregavam que a vagina alargava com o excesso de “uso” e que o pênis podia medrar de tamanho e inclusive mesmo ficar deformado por conta do estímulo. Tudo asneira.

Pode provocar infertilidade masculina

De jeito qualquer. É óbvio que se um cara acabou de se masturbar e vai transar em seguida terá menos espermatozoides disponíveis na direção de engravidar a parceira. Infertilidade? Nunca.

Em excesso, pode viciar

Depende. A forma com que o sujeito usa a masturbação é que oferece risco. Se ela é adotada na direção de evitar preocupação, pode, sim, viciar, já que o homem sente que não consegue controlar o desejo de se suavizar. A recorrência da pornografia na direção de se excitar pode causar dependência psicológica e engasgar o desempenho sexual. E há, inclusive, homens que relatam dificuldade na direção de ejacular com a penetração por se habituarem à masturbação. Cada um, portanto, reage de um jeito.

recurso a controlar a ejaculação

Sim! Se o homem se masturbar como uma espécie de “treino” na direção de prolongar a excitação sexual, sem ejacular, pode conseguir prolongar o sexo quando estiver com outra pessoa. Isso, no entanto, é um pouco suficientemente específico e deve receber orientação de um profissional (urologista ou terapeuta sexual).

Provoca impotência

Não. A impotência ocorre por outros fatores (estresse, má trato, problemas emocionais, doenças vasculares, tabagismo etc) que não têm nada a ver com masturbação.

Melhora a vida sexual

Pode fiar! afora do já citado controle da ejaculação masculina, na direção de as mulheres a prática permite conhecer melhor o próprio corpo. deste modo, é viável exibir ao par como gosta de ser tocada e excitada. E mais: a masturbação frequente melhora a lubrificação por deixar as glândulas mais ativas e a vagina mais úmida, facilitando a penetração.
 

FONTES:
Alex Meller, urologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo); Cristina Carneiro, ginecologista e obstetra de São Paulo (SP); José Carnevale, urologista pediátrico do Hospital São Luiz Jabaquara, em São Paulo (SP); Oswaldo M. Rodrigues Jr., diretor do Inpasex (Instituto Paulista de Sexualidade), e Silvio Pires, urologista da clínica paulista Criogênesis

 

De remédio na direção de a TPM a treino sexual: os mitos e verdades da masturbação – 15/07/2017

Fonte: https://estilo.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2017/07/15/de-remedio-na direção de-a-tpm-a-treino-sexual-os-mitos-e-verdades-da-masturbacao.htm