Em menos de 24 horas, mais três policiais morrem no Rio

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Mais três policiais morreram entre a tarde de sexta-feira (11) e a madrugada deste sábado (12) em confronto com criminosos no Rio de Janeiro. A vítima mais recente foi a cauda Elisângela Bessa Cordeiro, 41. A policial militar foi morta na madrugada ao reagir a um instância na alameda Martin Luther King, em Coelho Neto, na zona norte da cidade. As informações são da escritório Brasil.

Ela foi o 97º policial militar morto no Estado neste idade. Outro policial militar despachado foi o soldado Samir da Silva Oliveira. De convénio com a Polícia Militar, policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) do morro São João, no Méier, na zona norte da cidade do Rio, foram atacados por criminosos em fuga e o soldado foi ferido gravemente sexta-feira (11).

Samir morreu depois de ser levado ao Hospital Municipal Salgado Filho, igualmente no Méier. Um suspeito foi preso na noite de sexta por agentes da Operação Méier Presente.

O homem estava com uma pistola e tentou se esconder em uma casa. Segundo a Polícia Militar, o suspeito é alinhavado como um dos responsáveis pelos roubos de carga na quadrilha que controla a comunidade da cascata Grande, no Lins.

POLICIAL CIVIL

A terceira vítima foi o policial civil da Coordenadoria de Recursos Especiais escuro Guimarães Buhler, 36. O disparador de elite foi morto na tarde de srxta (11), durante uma operação contra o roubo de cargas, da Polícia Civil com a Força Nacional de Segurança, na favela do Jacarezinho.

O serviço Disque-Denúncia está oferecendo uma recompensa de R$ 5 mil com destino a quem oferecer informações que levem à identificação e prisão dos envolvidos na morte do detetive.

Em menos de 24 horas, mais três policiais morrem no Rio

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/em-menos-24-horas-mais-145000698.html