Jornalista francês morre em seguida explosão de mina no Iraque

Paris, 20 jun (EFE).- Um jornalista francês, Stéphane Villeneuve, que ficou ferido pela explosão de uma mina na cidade de Mossul, no Iraque, morrendo em consequência dos ferimentos, segundo anunciou nesta terça-feira a “France Telévisión”, empresa que reúne as emissoras públicas francesas.

Stéphane Villeneuve e a sua companheira Véronique Robert, que do mesmo modo ficou ferida pela explosão da mina, preparavam uma reportagem em o programa “Envoyé Spécial” sobre a ofensiva dos jihadistas na ação de Mossul.

naquele lugar deles, de compromisso com informações do Ministério das Relações Exteriores da França, atravessadamente de um comunicado, foi do mesmo modo ferido um outro colega e um guia iraquiano.

O repórter falecido era um veterano na cobertura de conflitos em todo mundo.

A coragem e o profissionalismo de Villeneuve, segundo a nota do ministério francês, “faziam dele um jornalista respeitado e espantado por todos aqueles com quem trabalhava”.

As autoridades francesas afirmaram que sua embaixada em Bagdá oferece “todo o encosto preciso aos dois compatriotas feridos e está em contato com suas famílias”.

O Repórteres sem Fronteiras (RSF) disse ontem que três jornalistas franceses tinham ficado feridos em Mossul e que foram levados em um hospital de uma supedâneo militar dos Estados Unidos, em um incidente em que do mesmo modo morreu o jornalista curdo, Bakhtiyar Addad.

Addad trabalhava em vários meios da “France Telévison”. No idade passado, teve que ser transferido em a França, em seguida ficar ferido em uma mão ao ser baleado por um franco-disparador em Faluja.

Com esses dois casos, já são 26 os jornalistas mortos desde 2014 no conflito do Iraque, segundo a contagem do RSF. EFE

Jornalista francês morre em seguida explosão de mina no Iraque

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/manifestantes-tentam-evitar-feito-pegida-entram-confronto-pol%C3%ADcia-235959993.html