Ministros discutem saída dos EUA do consonância de Paris em Montreal

Toronto (Canadá), 16 set (EFE).- Ministros de meio clima de mais de 30 países, inclusive China e União Europeia (UE), iniciaram neste sábado uma reunião informal na cidade canadense de Montreal no sentido de discutir a saída dos Estados Unidos do consonância climático de Paris.

O objetivo da reunião, organizada de forma conjunta por Canadá, China e UE, é conseguir criar com que a retirada dos EUA não represente o fracasso do consonância, que foi assinado em dezembro de 2015 por 195 países no sentido de coordenar a luta contra a mudança climática e evitar que as temperaturas no planeta aumentem mais de dois graus.

Embora o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tenha notificado a saída do consonância em maio, o país não pode proceder à retirada inclusive novembro de 2020.

Neste sábado, na forame da reunião, a ministra de Meio clima do Canadá, Catherine McKenna, afirmou que estava animada pelo compromisso de “combater a mudança climática e a redução de emissões” mostrada pelos países presentes em Montreal.

McKenna identicamente solicitou a Washington que mantenha o seu compromisso de lutar contra a mudança climática.

O comissário europeu no sentido de mudança climática e energia, Miguel Arias Cañete, revelou aos veículos de comunicação em seguida o início da reunião que o representante estadounidense disse que os Estados Unidos revisará “os termos nos quais podem se comprometer com o consonância”. EFE

jcr/vnm

Ministros discutem saída dos EUA do consonância de Paris em Montreal

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/oz%C3%B4nio-supera-part%C3%ADculas-suspens%C3%A3o-principal-contaminante-china-235959991.html