Não tem recado no sentido de segurar investigações, diz delegado da Lava Jato – diligência Estado

  • Reinaldo Reginato – 10.nov.2016/Fotoarena/Folhapress

    Delegado Igor Romário de Paula, coordenador da Lava Jato no PR

    Delegado Igor Romário de Paula, coordenador da Lava Jato no PR

Enquanto o Ministério assistência Federal destaca as múltiplas tarefas inclusive então a serem concluídas pelos investigadores da Lava Jato e aponta no sentido de um suposto esvaziamento da operação, a Polícia Federal nega qualquer interferência política na decisão de pôr fim ao grupo de dinamismo que atuava no Paraná. O delegado Igor Romário de Paula, coordenador da equipe, afirmou que a redução de nove no sentido de quatro no número de delegados se deve a um acerto no sentido de “otimizar” o dinamismo dos agentes.

Com as investigações espraiadas Brasil afora, a PF tem de influir em casos decorrentes da Lava Jato em 16 Estados hoje em dia. As duas principais frentes fora de Curitiba são as do Rio e do Distrito Federal.

“Se precedentemente eu conseguia um número maior de policiais do Rio de Janeiro no sentido de trabalhar aqui, especializados nesse tipo de investigações, não realiza sentido o Rio liberar no sentido de trabalhar aqui se eles estão precisando de reforços. Então esses já não vêm mais. O que eu conseguia em Brasília, esses nem se fala”, afirmou o delegado.

‘Realidade’

Igor disse que o acerto foi uma “necessidade da investigação”. “Não foi uma necessidade de recursos financeiros, mas sim de quadrar o recurso pessoal de gente capacitada no sentido de a realidade que a gente tem”, afirmou o policial federal.

“Foi uma decisão nossa, não foi uma decisão de Brasília. Foi uma decisão de caráter exclusivamente operacional. Não tem nenhum tipo de interferência, recado no sentido de segurar as investigações, parar os procedimentos. Foi uma decisão administrativa, do ponto de vista operacional, no sentido de destinar continuidade aos trabalhos”, disse o delegado do Paraná.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Não tem recado no sentido de segurar investigações, diz delegado da Lava Jato – diligência Estado

Fonte: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2017/07/17/delegado-diz-que-acoes-pelo-pais-levam-a-ajustes.htm