O juiz federal na Argentina acusou a ex-presidente Cristina Fernández por traição e pediu a sua prisão por supostamente encobertamento do provável papel do Irã no bombardeamento de 1994. O presidente da República da Argentina, Fernández, incriminado de traição, foi procurado

BUENOS AIRES (Reuters) um centro comunitário judaico que matou 85 pessoas, afirmou uma decisão judicial.

Fonte