O presidente do chefe da Lotte e ex-presidente, encarcerado no escândalo da Coréia do Sul

SEUL (Reuters) – O amante do ex-líder sul-coreano, Park Geun-hye, que estava no centro de um escândalo de influência que abalou a O negócio e a elite política do país foi condenado a 20 anos de prisão, disse um tribunal de Seão na terça-feira.


O presidente do chefe da Lotte e ex-presidente, encarcerado no escândalo da Coréia do Sul

Fonte