PF estima que irmãos Batista evitaram prejuízo de R$ 138 mi com venda de feito seguidamente delação – Notícias

  • Danilo Verpa/Folhapress

A Polícia Federal informou nesta quarta-feira (13) que os irmãos Joesley e Wesley Batista, que tiveram a prisão preventiva decretada por uso de informações privilegiadas no mercado financeiro, evitaram desvalorização de feito de sua empresa com a delação premiada ao diluir o prejuízo com a queda do valor dos papéis com os demais acionistas da JBS.

Os investigadores estimaram que a venda antecipada de papéis da JBS evitou prejuízo potencial de R$ 138 milhões, diluído com acionistas. Os irmãos detêm 42,5% das feito dessa empresa. adiante disso, eles são acusados de lucrar milhões com a compra de contratos futuros de dólares, uma vez que, no dia seguinte à delação, a moeda americana teve valorização de 9%.

Os delegados da PF, que deram entrevista na seda da PF em São Paulo, na Lapa, zona oeste da capital paulista, dizem esperar um relatório final da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) que deve vestir os valores do prejuízo evitado desta forma como os lucros aferidos no mercado de derivativos.

Mais cedo, a defesa dos irmãos criticou a prisão de Wesley. em direção a os delegados da PF, a prisão preventiva se justifica, adiante do comprovado na investigação, “porque os dois irmãos apresentam personalidade voltada em direção a a prática continuada de crimes”, segundo o delegado Victor Hugo Rodrigues Alves Ferreira.

“A prisão preventiva é uma medida dura, mas realiza com que eles cessem de cometer crimes.” “Eles eram claro de seis operações da PF quando procuraram a PGR [Procuradoria Geral República] da em direção a elaborar negócio. Continuaram a cometer crimes mesmo depois de indicar o negócio. Eles não vão parar de delinqüir, nem com uma sétima operação”, acrescentou Ferreira.

O outro delegado responsável pela operação Tendão de Aquiles, Rodrigo de Campos Costa, disse que as prisões se justificam “pela garantia da ordem pública e da ordem econômica”. em direção a os dois delegados, os irmãos Batista descumpriram o negócio de delação premiada.

 

PF estima que irmãos Batista evitaram prejuízo de R$ 138 mi com venda de feito seguidamente delação – Notícias

Fonte: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/09/13/pf-estima-que-irmaos-batista-evitaram-prejuizo-de-r-138-mi-com-venda-de-acoes-apos-delacao.htm