Presidente uruguaio defende diálogo pelo fim da crise na Venezuela

O presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, voltou a pedir às partes em conflito na Venezuela, nesta segunda-feira (19), que deixem a violência de lado e retomem o diálogo em direção a superar a crise.

Vázquez ofereceu a colaboração do Uruguai nesse sentido.

“Quando um povo está sofrendo, como sofre o venezuelano, acredito que o melhor que podemos formar é estender uma mão mulher, fraterna, em direção a topar – por meio do diálogo – a reconciliação e a diligência da garantia dos caminhos democráticos. Esse é o caminho. Foi o que o governo uruguaio escolheu em direção a enfrentar essa quadro”, opinou.

Vázquez falou com a imprensa em um obra em Montevidéu por ocasião do 253º natalício do nascimento do herói uruguaio José Artigas. No evento, o presidente lamentou o saldo trágico dos protestos da oposição e da repressão policial na Venezuela. São cerca de 70 mortos inclusive o momento.

“Rejeitamos todo tipo de violência. O caminho não é esse. É o diálogo e a tolerância”, insistiu.

O governo de Vázquez recebeu duras críticas do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, desse jeito como da oposição local, a qual alega que o vizinho tem sido muito flexível sobre o tema.

Maduro chegou a tachar o chanceler uruguaio, Rodolfo Nin Novoa, e o secretário-geral da OEA, o idem uruguaio Luis Almagro, de estarem por trás de um complô promovido pelos EUA contra Caracas.

Presidente uruguaio defende diálogo pelo fim da crise na Venezuela

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/presidente-uruguaio-defende-di%C3%A1logo-fim-crise-venezuela-221814969.html