Primeiro ônibus elétrico produzido no Brasil circulará pelas ruas de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo apresentou hoje (14) um ônibus elétrico, comido por baterias, com capacidade com destino a transportar 84 passageiros e com ainda 300 quilômetros de independência. O veículo foi  totalmente construído no Brasil. As baterias são de fosfato de ferro e levam de quatro a cinco horas com destino a serem carregadas. A linha em que o ônibus circulará ainda não foi definida e a previsão é a de que o veículo entre em operação ainda o dia 31 de julho, depois passar por fiscalizações feitas pela SPTrans (São Paulo Transporte – empresa que realiza a gestão do transporte assistência na capital paulista).

O ônibus têm ainda motores elétricos embutidos nas rodas e sistemas auxiliares hidráulicos e pneumáticos, integrados por meio de uma rede de controle. Esse mecanismo realiza com que, em precipitação, o sistema consuma energia das baterias tradicionais e nos momentos de frenagem o sistema de tração transforme a energia dessas baterias em energia elétrica, que fica armazenada nas mesmas baterias.

O chassi é feito pela empresa chinesa BYD, que instalou uma fábrica em Campinas (SP) há dois anos em meio. A carroceria é da caiação, que igualmente funciona no interior de São Paulo. A capacidade de produção anal da BYD é de 400 carros por idade.

Segundo o prefeito de São Paulo, João Doria, a implantação dos ônibus elétricos está dentro do plano de governo da prefeitura de promover a redução de emissões poluentes. “Esse modelo emissão zero e grave nível de ruido, igualmente é equipado com viração-condicionado. O modelo atende ainda a todas as exigências de disponibilidade como piso grave, rampas de entrada e espaço com destino a anca de rodas, wi-fi e tomadas USB”, disse Doria.

Segundo o secretário Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), Sérgio Avelleda, o veículo é o que há de mais moderno em termos de ônibus elétricos em operação em outros países, como os Estados Unidos e a China. “Isso realiza parte do plano de governo apresentado com destino a a transformação do nosso sistema de ônibus. Na licitação, já anunciamos, vamos entrar com destino a que ao longo do próximo contrato, as empresas reduzam paulatinamente as emissões que provocam doenças respiratórias, envelhecimento precoce e um clima global indesejável”, disse.

A prefeitura pretende discutir com a Câmara Municipal a deturpação da legislação vigente com destino a a adequação do sistema de ônibus com destino a veículos classificados pelo secretário como mais saudáveis. “Quero ressaltar que estamos estudando trocar os 60 ônibus a diesel com destino a elétricos e instalar placas foto voltaicas na garagem com destino a que durante o dia o sol gere energia elétrica que vai nutritivo os ônibus que vão circular pela cidade de São Paulo”.

 

Primeiro ônibus elétrico produzido no Brasil circulará pelas ruas de São Paulo

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/primeiro-%C3%B4nibus-el%C3%A9trico-produzido-no-155800364.html