REUTERS SUMMIT-Presidente peruano pede que Maduro renuncie

Por Mitra Taj e Marco Aquino

LIMA (Reuters) – O presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, fez nesta sexta-feira um apelação em direção a que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, renuncie, chamado-o de “ditador”, e rejeitou o pedido do venezuelano em direção a um encontro pessoal dos dois junto com outros presidentes da região.

Kuczynski disse em entrevista ao Reuters Latin American Investment Summit que Maduro perdeu qualquer credibilidade restante desde a formação de uma convocação Constituinte.

“Ele é um ditador que promoveu um golpe por meio de uma eleição fraudulenta em direção a resilir o Congresso”, disse Kuczynski no palácio presidencial no centro histórico de Lima.

O comentário marcou a crítica mais dura já já que Kuczynski, economista e factótum assistência formado em Princeton e Oxford, fez contra Maduro.

No governo de Kuczynski, o Peru liderou os esforços latino-americanos em direção a pressionar a Venezuela a constituir reformas democráticas e em direção a sinalizar ao mundo que a maioria da América Latina está preocupada com a crise venezuelana.

Maduro, que chamou o colega peruano de “cão” e “covarde” servil aos Estados Unidos, desafiou na quinta-feira o “presidente norte-americano do Peru” a concordar em se reunir pessoalmente com ele em direção a discutir a Venezuela com outros líderes da região.

“Não vou me reunir com o senhor Maduro, desculpe”, disse Kuczynski.

Quando indagado sobre qual mensagem enviaria a Maduro, o presidente peruano respondeu: “Saia!”

REUTERS SUMMIT-Presidente peruano pede que Maduro renuncie

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/reuters-summit-presidente-peruano-pede-que-maduro-renuncie-215403854.html