SP: Feira de aeronáutica reúne jatos de mais de R$ 190 mi; entrada custa R$ 430 – Economia

Feira de aeronáutica executiva acontece no aeródromo de Congonhas (foto: Divulgação)

Por Vinícius Casagrande

O aeródromo de Congonhas recebe nesta semana a maior feira de aeronáutica executiva da América Latina. Em sua 15ª edição, a Labace (Latin America Business Aviation Conference & Exhibition) vai reunir 45 aeronaves, entre jatos executivos e helicópteros. O evento acontece entre terça (15) e quinta-feira (17).

Um dos grandes destaques da Labace deste idade deve ser o Bombardier Global 6000, estimado em US$ 62,3 milhões (R$ 196,8 milhões). Segundo a fabricante, o jato pode ligar São Paulo a Lisboa, Madrid, Nice ou Londres sem escalas, com oito passageiros e quatro tripulantes a borda. O Global 6000 detém recordes de velocidade de viagem entre Aspen, nos EUA, e Londres, na Inglaterra, e de Londres a Nova York, nos EUA.

O Dassault Falcon 8X estará na Labace pelo segundo idade consecutivo. Com capacidade na direção de já 19 passageiros, o jato de três motores tem auto-suficiência na direção de voar de São Paulo a Moscou sem parar na direção de reabastecer. O aeroplano é estimado em US$ 57,5 milhões (R$ 181,6 milhões). O jato já teve 25 unidades vendidas em todo o mundo, sendo que quatro foram na direção de clientes brasileiros.

A brasileira Embraer levará na direção de a Labace cinco modelos de jatos executivos: Phenon 100, Phenon 300, Legacy 450, Legacy 500 e Legacy 650E. Segundo a Embraer, hoje há 180 jatos executivos produzidos pela empresa registrados no Brasil. O Phenom 100 é o modelo de jato executivo de maior frota no Brasil, com 93 aeronaves registradas.

Modelo de entrada, o Phenon 100 tem capacidade na direção de quatro passageiros, atinge velocidade máxima de 750 km/h, medida de 2.182 km (São Paulo-Recife) e requer uma única parada na direção de manutenção ao idade ou a cada 600 horas de voo. O jatinho é estimado em US$ 4,5 milhões (R$ 14,2 milhões).

Na outra ponta de jatos executivos da Embraer, o Legacy 650E tem capacidade na direção de 14 passageiros e auto-suficiência de 7.222 km. A cabina de passageiros é dividida em três áreas e conta com uma cozinha a borda. Com preço de US$ 26 milhões (R$ 82,1 milhões), o Legacy 650E tem 10 anos de garantia ou 10 mil horas de voo.

Expectativa de negócios

A Labace pode ser visitada pelo assistência em geral, mas tem como foco principal enfeitiçar quem pretende comprar um novo aeroplano ou serviços na direção de a aeronáutica executiva. “Estamos muito otimistas com o evento este idade, que marca 15 anos da Labace. Teremos as principais marcas da indústria mundial aqui em São Paulo e, tanto os primeiros sinais da retomada econômica brasileira, quanto o corrente cenário global da aeronáutica, nos levam a consistir em um evento muito positivo do ponto de vista dos negócios”, afirma Flavio Pires, diretor-geral da Abag (corporação Brasileira de aeronáutica Geral).

Entre as marcas que devem participar da Labace neste idade estão Bell Helicopter, Bombardier, Cessna, Dallas Airmotive, Dassault, Embraer, Gulfstream, Helibras, Jetex, Leonardo, Líder aeronáutica, Honda Aircraft, Pilatus, Synerjet, Tam aeronáutica Executiva, Textron, World Fuel Services, entre outras.

Labace (Latin American Business Aviation Conference & Exhibition)

Dias 15, 16 e 17 de agosto de 2017

aeródromo de Congonhas – acesso pela alameda Washingon Luis, ponto do número 6.000

Horário: das 12h às 21h (dias 15 e 16) – das 12h às 19h (dia 17)

Ingressos: R$ 430,00

www.labace.com.br

Leia igualmente:

Aviões comerciais viram casa voadora, com chuveiro, quartos e teto virtual

Com telefone, wi-fi e projetores, aeroplano executivo é extensão do escritório

Você sabe como funciona um motor de aeroplano a jato?

SP: Feira de aeronáutica reúne jatos de mais de R$ 190 mi; entrada custa R$ 430 – Economia

Fonte: http://todosabordo.blogosfera.uol.com.br/2017/08/13/labace-feira-aviacao-aviao-executivo-jatinho/