STF julga pedido de suspeição contra Janot

LETÍCIA CASADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O STF (Supremo Tribunal Federal) julga nesta quarta (13) o pedido do presidente Michel Temer na direção de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, seja considerado suspeito na direção de influir em casos contra ele.

Os magistrados destarte como podem decidir sobre a ab-rogação da delação da JBS e a invalidação das provas entregues pelos delatores.

Com isso, Temer quer impedir que Janot peça ruptura de novos inquéritos e ofereça uma segunda denúncia contra ele.

O assessor Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, levou o caso na direção de ser debatido em plenário.

A suspeição do procurador-geral dificilmente deve ser declarada, avaliam magistrados. Segundo eles, Janot investigou e denunciou políticos de diferentes partidos e não somente Temer, e é difícil comprovar que ele persegue o presidente.

Em conversas reservadas, ministros afirmam que não é o momento de entrar na questão da validade das provas, mas isso dependerá da capacidade de Fachin delimitar a discussão.

O ideal, afirmam, seria deixar a discussão da validade das provas na direção de mais acima.

STF julga pedido de suspeição contra Janot

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/2-stf-julga-pedido-suspei%C3%A7%C3%A3o-001000645.html