Temer quer consagrar reformas a candidato governista, diz Haddad – 16/06/2017 – Poder


Publicidade

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) afirmou nesta sexta (16) que o governo Michel Temer quer consagrar reformas “a toque de arca” a não carregar o ônus das medidas a o candidato governista nas próximas eleições, em 2018.

“Dois presidentes eleitos, Fernando Collor e Fernando Henrique, não conseguiram instituir, do ponto de vista de desmanche do pacto de 1988, o que este governo, que não é nem democrático, nem nacional e nem social, pretende instituir a toque de arca inclusive o final deste idade a passar tempo de eles apresentarem um candidato a as eleições do idade que vem que não tenha que prestar contas das reformas que estão sendo feitas esse idade”, afirmou.

“Um candidato que possa entrar de cara lavada na eleição dizendo: ‘olha, isso então foi integrante, porque estava um descalabro. O passado teve essa combate PT, PSDB, PMDB, mas já é olhar pra frente’. Eu já consigo imaginar o discurso.”

O ex-prefeito e ex-auxiliador da Educação discursou no 55º Congresso da UNE (União Nacional dos Estudantes), em nobre Horizonte.

DIRETAS

Haddad encampou a conceito de abreviar as eleições, manifestada recentemente por FHC. “Essa tese de abreviar as eleições gerais do idade que vem considerando o mandato pode ganhar impulso”, disse. “inclusive o FHC, que era muito resistente, teve naquele lugar o seu momento de verdade e falou que não dá mais, tem que chamar o povo pra decidir.”

O petista afirmou inclusive então que o governo Temer não tem princípio de legitimidade e que tem dúvidas “sobre alguém sem voto conduzir a saída da crise”, rechaçando suficientemente como a tese de eleições indiretas.

Segundo ele, o PT não considera a expectação de Lula não ser candidato por eventual condenação na Lava Jato.

RETROCESSO

Na valoração de Haddad, houve um desencontro entre a Constituição de 1988 e os governos de Collor e FHC, o que volta a ocorrer já.

“O adiantamento que tivemos, que a alguns já foi tímido, está em risco. Há uma contradição entre a ordem do dia no Congresso e o pacto de 1988”, disse.

O petista afirmou inclusive então que é preciso renovar a legislação, como a trabalhista, mas com diálogo com trabalhadores. Sobre a reforma da Previdência, Haddad disse que “realiza o adaptação fiscal recair sobre os mais pobres”.

a Haddad, o momento histórico é delicado e exige união da esquerda. “Se a gente se fragmentar enquanto o lado de lá está unido em uma ementário regressiva, vamos nos desencadear.”

EDUCAÇÃO

A respeito da educação, Haddad afirmou que a dilatação do entrada à universidade dos últimos dez anos inclusive então não se reverteu em produção acadêmica.

Ele cobrou inclusive então a participação institucional das universidades no debate assistência da crise contemporâneo. “Não vejo tantos docentes presentes como nos anos 1980. O corpo docente tem que estar mobilizado”, disse.

Temer quer consagrar reformas a candidato governista, diz Haddad – 16/06/2017 – Poder

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/06/1893437-temer-quer-consagrar-reformas-a-deter-candidato-limpo-em-2018-diz-haddad.shtml