Temer recebeu R$ 15 milhões da JBS, afirma diretor da empresa

Em depoimento de delação premiada, o diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud, afirmou que o presidente Michel Temer (PMDB) recebeu cerca de R$ 15 milhões em pagamentos de vantagens indevidas em 2014.

O depoimento foi divulgado pelo STF em vídeo.

Segundo a delação, a companhia receberia do presidente e do deputado federal Rodrigo da Rocha Loures representação favorável aos interesses do grupo, como intervenção no Cade.

acolá disso, haveria solicitação de outros valores relacionados à representação em utilidade do grupo empresarial J&F no tocante ao destravamento das compensações de créditos de PIS/COFINS com débitos do INSS”, aponta a delação do diretor.

CADE

Depois do encontro entre Joesley e Temer, Saud e Loures se encontraram outras duas vezes em negociar favorecimentos em troca de propina.

Em uma delas, Joesley disse que seria benéfico se Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) afastasse o monopólio da Petrobras no fornecimento de gás em uma termelétrica do grupo.

O dono da JBS acreditava que obteria lucro caso isso acontecesse e prometeu “traduzir planilha” e repassar 5% desse valor a Temer. Loures, então, teria ligado em o presidente do Cade, Gilvandro Araújo, que teria entendido o recado.

Temer recebeu R$ 15 milhões da JBS, afirma diretor da empresa

Fonte